01.03.2018

Diretoria e conselheiros aprovam novo Manual de RT

Na Sessão Plenária desta quarta-feira, dia 28 de fevereiro, foi aprovada pelos membros da Diretoria e Conselheiros do CRMVZ Tocantins a modernização do Manual de Responsabilidade Técnica. O documento, que normatiza a atuação dos profissionais como Responsáveis Técnicos, teve sua última publicação no ano de 2005.

Segundo a presidente do CRMVZ – Conselho Regional de Medicina Veterinária e Zootecnia do Tocantins, Railda Marques, o Manual é um valioso e legal instrumento de trabalho dos profissionais e precisa com isso, ser atualizado frequentemente, atendendo os anseios e necessidades dos profissionais. “Com mais de 12 anos, o Manual estava obsoleto em muitos aspectos”, disse.

Para a presidente da Comissão de Responsabilidade Técnica, Nilda Távora, o novo Manual conta com tabela de referência de honorários dos Médicos Veterinários e Zootecnistas, além de regulamentação de novas áreas de atuação com carga horária, livro de Anotação de Atividades de RT, novos formulários e resoluções. “Todas essas mudanças foram realizadas para resguardar os profissionais, as empresas que precisam ter um RT cadastrado e a sociedade tocantinense que ganhará com serviços de excelência”, comentou.

Outro destaque do novo Manual é a instituição dos Seminários de RT, que serão necessários para o registro e renovação de RT de todos os profissionais. “Essa exigência será cobrada a partir de outubro e até lá iremos realizar vários seminários básicos e avançados para atender a todos os profissionais”, explicou Nilda Távora, acrescentando que a medida já é adotada em outros estados e garante a capacitação e reciclagem dos RT’s.

O novo Manual e os novos formulários serão publicados no mês de março. “Esta é mais uma ação da nova Diretoria, que não tem medido esforços para regulamentar e fortalecer as profissões de médico veterinário e zootecnista no Tocantins e região. Vamos disponibilizar o Manual em pdf e queremos que todos tenham em seu computador ou smart fone para consulta constante. Isso nos traz segurança e certeza de que estamos atendendo as leis e as normas vigentes”, pontuou Railda.

Assessoria de Comunicação
Andressa Figueiredo
Palmas, 28/02/2018